POUSADAS ENGLISH VERSION

 

"Saca só o tamanho da cachu!"
 
HISTÓRIA
Milho verde é mencionada como vila pertencente ao arraial de Santo Antônio do Bom Retiro do Serro Frio, atual cidade do Serro, desde 1711 mas, somente em 9 de julho de 1868, foi oficialmente elevada a distrito desta cidade. Seu nome teria surgido pelo fato das lavras ali pertencerem a Manoel Rodrigues Milho Verde, natural de Moinho, Portugal.

Durante a década de 80, a paz e tranquilidade do lugar aliadas à sua rica natureza, atraiu hippies e moradores de cidades grandes e dos arredores, interessados numa vida mais simples. Depois, a vila começou a atrair também turistas desses mesmos lugares e criou uma infra estrutura mínima para recebê- los.Hoje, os nativos vivem praticamente do turismo, a atividade mais rentável da vila.

"Essa igrejinha já foi capa de um monte de discos."

Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Prazeres - Construída no século XVIII pelo capitão José Moura de Oliveira, a Igreja Matriz foi tombada pelo IEPHA-MG (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico) em maio de 1980.Feita de madeira e barro, possui uma fachada simples, sem ornamentações. Segue a linha das capelas de taipa construídas no período colonial e possui peças interessantes em seu interior como as imagens de Nossa Senhora dos Prazeres, a de São Miguel e também uma Pietá inacabada. Pertence à Cúria Arquidiocesana de Diamantina.

 

 
Capela e Cemitério Nossa Senhora do Rosário -  não se conhece quase nada de sua história, características da obra indicam que tenha sido construída por devoção de negros livres e escravos da região durante o século XIX. Ela fica no alto de uma colina de onde se tem uma vista encantadora das montanhas.

Lajeado  - a água que corre na chapada onde está Milho Verde forma o lajeado, um córrego com vários poços de água calma e areias brancas, que segue seu curso com 3 grandes quedas, formando cachoeiras e piscinas naturais. O local fica a alguns metros do distrito. O acesso a pé é facílimo e de carro se chega a um estacionamento muito próximo. 

"Gostei daqui."

Cachoeira do Carijó - mais abaixo, descendo a montanha, a poucos metros da estrada que liga Milho Verde e São Gonçalo ao Serro fica a cachoeira do Carijó, formada por uma pequena queda d´água e um poço grande de águas calmas.

Cachoeira do Moinho - é a cachoeira de maior tamanho próxima às vilas. Nos feriados e em ocasiões de maior fluxo turístico existe um bar, mantido pelo proprietário, que funciona no lugar. Informações sobre o bar podem ser obtidas no hotel Rancho Velho

"Nadadinha gala."
 

Cachoeira do Piolho - a estrada para a cachoeira do Piolho começa no final da rua dos Prazeres e fica a 8 km de Milho Verde. Uma porteira diante da Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres marca o início de um belo passeio morro abaixo.Nas proximidades da cachoeira vivem algumas comunidades bem humildes. 
 

 

Dicas de GUSTAVO VIVACQUA

1.Milho verde está localizado a 331km de Belo Horizonte.

2.O lugarejo é isolado e rústico e por isso não espere grandes confortos.

3.Os lugares para comer são dentro das pousadas. Não existem grandes restaurantes no lugar. Mas as comidinhas são baratas e super gostosas.

4.A paz impera neste lugar. Acho que essa frase resume tudo em Milho Verde.

5.Tem poucos orelhões e possivelmente seu celular não vai funcionar por ali. Avise  que você vai dar uma sumidinha de alguns dias.

6.Café da manhã? Só nas pousadas. Não precisa estar hospedado nelas. Basta entrar e pagar pela refeição. É baratinho e bonzão.

7.As chuvas começam em outubro, novembro e vão até dezembro com intensidade. A partir de janeiro, fevereiro o tempo firma

8.Tenha respeito pelo pessoal da terra e mantenha a paz do lugar inalterada. Se você gosta de bagunça e bunda-lêlê, Milho Verde é o lugar errado.

9."13."Vale uma esticadinha na simpática São Gonçalo do rio das pedras, um arraial irmão de Milho Verde. Os finais de tarde observando o singelo casario, as formações rochosas e o cerrado desses lugares já vale muitas fotos." dica de Reginaldo

10."Na cachoeira do moinho, no alto tem um pequeno restaurante que vale a pena ir.. Com um suco de manga natural e um pastel frito divino(vale a pena conferir)!!!!Mesinhas de madeira e sempre tem alguém ali com uma violinha !! Um clima bem gostoso pra quem procura sossego!!Abraços e aproveitem!!" dica de camila grandinetti

11."Dica de pousada: Pousada do Mauro. Localiza-se no fim de linha do ônibus Diamantina-Milho Verde. A diária inclui hospedagem e alimentação. A comidinha mineira da Teresinha(esposa do Mouro) é a melhor que já comi."dica de Kátia Góes

12."Queria falar que as cachoeiras são lindas e a comida nem se fala. vão la na festa do Rosário que acontece em Setembro e a coisa mais linda."dica de Patrícia

13."Se você quiser uma comida típica do lugar vá na venda do Ademar ce vai gostar "dica de Cristóvão costa

14."Quando estiver na rua principal de Milho Verde, tome cuidado com um motorista estressado do ônibus escolar! O cidadão faz questão de fazer a poeira subir ,demonstrando sua neurose contra turistas,correndo colocando em risco a vida das crianças que transporta!"dica de Antonio Carlos

15."Se precisar de um guia,procure o téo, ele é um cão pastor super gente boa,nos levou até a cachoeira do lajeado,e o camping do nozinho é dez."dica de Daniel Zarur

16."Em Breve , inauguração do Emporium de Minas ( riquezas artísticas e gastronômicas ) e não faltará a " marvada " CACHAÇA DE QUALIDADE ( 20 MARCAS RENOMADAS PRESENTES NOS MELHORES FESTIVAIS DE CACHAÇA DE MG )CONTATO : ( 38 ) 8823 0708"dica de Rogério

17."Pelo pouco tempo que estive em Milho Verde tive a grande oportunidade de poder conhecer gente boa como D.Lourdes (comida maravilhosa),D.Geralda, o Mauro que é o simpático cobrador de ônibus e muito bom foi conhecer o bar Armazem e levar um agradável papo com a poderosa Rita. " dica de Manoel Sérgio

18."Amei.tem bastante tempo que fui;mas nunca mais esqueci daquele povo maravilhoso.Dona coração da pousada moraes, oao paulo o guia nota dezzzzz. ameeeeiiii.bjos. "dica de Claudia

19."Essa é a cidade d pa...Tem gente hospitaleira,de bem com a vida,com as quais aprendemos grandes lições de vida...L´ficamos longe do stress,da correria do dia a dia...Vale muito a pena"dica de Sinva Felix

20."Quem for a Cachoeira do Moinho , em Milho Verde, não pode deixar de descer até o poço da última queda. É um pouco difícil o acesso, mas compensa!!... e quando vier a Governador Valadares Não deixe de visitar o Pico da Ibituruna.`Além de sediar vários campeonatos de vôo livre (por possuir uma das melhores térmicas do mundo) existe um campo escola de escalada no complexo da montanha, acesso de carro acesso de carro até o cume, trilhas para trekking e mountain bike. Ah, o pôr-do-sol é maravilhoso!!! conheça GV! Brunno Quilombo de Governador Valadares

21."Ola galera! Milho Verde [e palco de grandes belezas... E caminho para lugares magnificos como Sao Goncalo do Rio das Pedras (onde me encantei com a comida e o atendimento de duas figuras maravilhosas: Piter e Marcinha, na Pousada do Capao! a hospedagem inclui cafe da manha e jantares. No carnaval 2009 paguei 240,00 pelo pct completo) o lugar e limpo, maravilhoso, fogao a lenha e cheeeiooo de redes e livros) confiram! OUTRO LUGAR [e CAPIRARI, bem proximo a Milho. Antes de conhecerem as cachoeiras encomendem um frango no vilarejo, fale com a Tita (gracinha demais) comi comi comi, o frango todo, salada, taioba, anguzinho. Eu e 2 amigas e pagamos 20,00 (risos). Ah, caminhada a Cachu do Tempo Perdido e longoa 1:20 depois que larga o carro. Mas vale mmmmmuuuiiito a pena. bjs"dica de  Elaine BH

22." A Pousada do Morais é simples, mas o atendimento do seu Josias e sua família é da melhor qualidade. Os quartos/suítes são pequenos, mas muito limpos e a comida é de primeira. Não deixe de curtir o por do sol na Praça do Rosário e á noite o Bar Armazém, onde a Rita tem as melhores cachaças temperadas e variedade de tira gosto. Dica para visitar o Lajeado: Usar protetor solar, tênis e levar água, pois as cachoeiras são muito bonitas, o que nos leva a descer por várias trilhas de pedra, e na volta já viu...., precisamos de fôlego e água fresca. Não deixem lixo prá trás e aproveitem bastante!"dica de Jomar

23."A cidade é linda, os moradores são super simpáticos (alguns costumam até convidar pra almoçar na casa deles se você os para na rua e pergunta onde fica o restaurante mais próximo! rs), com $5,00 você toma um super café da manhã na Tia Geralda (com direito a bolos, pães e biscoitos caseiros feitos na hora.), os bares são ótimos (e rústicos), o point da noite é o bar Armazém!(Dica: Se você fuma, leve seu cigarro! Pq lá vc só vai comprar cigarro picado e de marcas duvidosas. rs
Ah! E lá pega celular!)Uma palavra resume Milho Verde: PAZ! Se é isso que você procura, aqui éo seu lugar!"dica de Josi

24." Quando vier a Milho Verde nõa deixem de esperimentar o doce de marmelo feito pela Sra. Elizabete e o Sr. Leonardo (Nadinho), vocês irão adorar."dica de Kátia.

25."Milho Verde é lindo! Um passeio pelas várias cachoeiras do Lajeado, e ainda Cachoeira Piolho, Cachoeira do Moinho e seus vários poços... e tomar café da manhã, lanchar ou jantar na Pizzaria Sempre Viva, do Toninho, com delicias, como lasanha, salada, pizzas, e um brigadeiro de cacau... Toninho tem tbem hospedagem, pousada com 3 quartos no caminho do Lajeado.... O que não é legal é ir para acampar em Milho Verde no Reveillon ou Carnaval, falta luz, falta água, e fica difícil condições básicas de sobrevivência...eu e meu noivo fomos acampar agora no Carnaval 2010, no camping do Nozinho, que tem boa estrutura de sombra, 4 banheiros, 4 chuveiros...mas sem água, de que isso vale?! O que nos salvou foi migrar para um quarto que alugamos na casa da D. Cida, tbem no caminho do Lajeado...que aluga quartos, com banho aquecido na serpentina, e serve café da manhã muito gostoso, com pães e bolos que ela mesmo faz...e vende doces variados, tudo caseiro, feito no fogão a lenha, e com a simpatia e hospitalidade de D. Cida e sua filha Maira. Ah! Vale lembrar que a cidade fica cheia, e o turismo já é bem explorado, os preços para hospedagem e refeição não são módicos como já devem ter sido na época das dicas acima. Veronica e Renato, BH-MG

26."Paz e alegria... Quando estou em Milho Verde me sinto mais próxima de Deus...não deixe de sentar na igrejinha contemplar a paisagem, o vento com o ár mais puro que já senti...sinta a paz que aquele lugar nos proporciona...boa viagem!!!"dica de Fernanda Batista

27.Vale a pena conhecer um cara figuraça de Milho, o Sr Sidenil, cara gnt boa d+ e q toca uma viola arretada além das suas poesias que são muito massa. Vale a pena tbm fazer o percuso lajeado - moinho, caminho tranquilo de fazer e muito bonito. "Sempre viva, sempre verde, viva Milho verde. (sidenil)"Junior

28. Eu e minha esposa estivemos em milho verde  e adoramos. Primeiro nos hospedamos na pousada morais não gostamos achei o pessoal muito seco, ninguem informa nada, o chuveiro é de serpentina mas pela manhã não adianta deixar ligado por 1 hora que ele não esquenta, o almoço fica pronto e ninguém avisa que já tem almoço, a comida, além de tudo o preço é salgado a diaria é 60,00 por pessoa sendo que na maioria d as outras pousadas o preço varia de 25,00 a 40,00 por pessoa. Só fomos para esta pousadas porque quando chegamos foi a única que ví com a porta aberta e entrei e já fiquei apenas 1 noite. No outro dia fui para a pousada e restaurante fogão a lenha do Mauro que fica bem na entrada de milho verde. Lá sim fomos muito bem recebidos e mais, a confiança que o Mauro e a familia dele tem nos hospedes é impressionante. Voce mesmo, se quiser, pode pegar a bebida no freezer, servir seu almoço a vontade e mais ao lado da pousada do mauro tem uma pizaria da Andreia que faz uma piza ótima também. Aconselho quem for em Milho verde se hospedar na pousada e restaurante fogão a lenha do proprietário Mauro.Warley Mello

29.Minha dica é sobre as pousadas de Milho Verde. Estão confundindo simplicidade com esculhambação. A Pousada Fogão a Lenha deixa a desejar, inclusive em seu site, usa a foto de um quarto que não é oferecido aos hóspedes. Para se chegar aos quartos atravessa-se a cozinha - sem a mínima higiene - e a área de serviço. O quarto que ficamos tinha seus acessórios de banheiro estragados (descarga, chuveiro e pia) e faltou água durante 3 dias. O proprietário chegou a insinuar que nós que gastamos a água e que usássemos o banheiro coletivo. Diante da negativa providenciou o conserto mas a água tinha de ser pedida para ser ligada na bomba. Um saco! Não entendo como uma pousada com 4 quartos e no máximo com 10 hóspedes pode faltar água potável no filtro, pão no café da manhã, café, se vc. não tomasse logo, acabava, e tinha de ser pedido (?) para ser feito, um bolo no tabuleiro que durou os 3 dias que lá ficamos. Despedaçado e jogado na prateleira. Acredito que falta profissionalismo e as pessoas estão brincando de ter pousada, talvez, achando que como são do interior tudo é exótico e descupável. Pedimos a conta no terceiro dia e fomos para o Serro. Pagamos o mesmo preço por um serviço de primeira. Marcio Porto

 

`

CLIQUE AQUI para enviar a sua dica.

VEJA AQUI OUTROS DESTINOS