POUSADAS ENGLISH VERSION

 

"Caramba! Uma igreja do lado da outra!"

Mariana nasceu às margens do Ribeirão do Carmo, no final do século XVII, quando os Bandeirantes Paulistas chegaram ansiosos por ouro na região. A temporada do ouro acabou, mas ficaram suas luxuosas pistas -prova de que ela foi a maior mina das Minas Gerais.

"As ruas são de pedra."

Mariana localiza-se na região central do Estado de Minas Gerais, a aproximadamente 100Km de Belo Horizonte. O principal acesso é a partir de Belo Horizonte,  pela BR-040, em direção ao Rio de Janeiro, por cerca de 30Km, depois pega-se a Rodovia dos Inconfidentes por mais 80Km, e chega-se à Mariana.

"Existem muitas construções antigas."

Catedral da Sé - fica na pça. Cláudio Manuel. A igreja foi construída em taipa de pilão. O lavabo da sacristia é atribuído a Aleijadinho. Sextas e domingos, a Sé revive o século 18: o som barroco invade sua nave através dos 964 tubos (o maior com 2,4 m) do órgão alemão Arp Schnitger, famoso em todo o mundo.

 

 Fabricado em 1701 e doado em 1751 por d. João 5·º, cruzou o oceano e viajou em lombo de burro até Mariana.

"As ruas são uma viagem ao passado."

Igreja N. S. do Carmo - está na pça. Minas Gerais. Na fachada da igreja de 1784, um sol e uma lua de pedra-sabão indicam que os escravos trabalharam dia e noite na obra. A pintura do forro tem perspectiva rococó.

"Tem até bebedouro pelas ruas."

Igreja S. Pedro dos Clérigos - De 1752, cercada de palmeiras, a igreja ainda oferece bela vista da cidade.

Seminário S. José - está na Rua Cônego Amando, 57,  Luxo à antiga: escada externa cravejada com pedras de topázio. 

"Pô! Nego gosta de rezar por aqui..."

Museu de Arte Sacra - Rua Frei Durão, 49. Casarão rococó do século 18. Os destaques são relicários e imagens de santos de Aleijadinho, fonte de pedra-sabão atribuída a ele e a tela de Athayde "Queda de Jesus".

Casa da r. Direita, 54 Fechada para visitação. Pertence à Cúria de Mariana e serve atualmente como residência das irmãs da Beneficência Popular. Veja o rendilhado de pedra-sabão do balcão e da sacada.

"Bacana.."

Igreja S. Francisco de Assis - também está na pça. Minas Gerais. Pinturas de Athayde decoram o teto da sacristia, na igreja construída em 1794. O medalhão da portada é atribuído a Aleijadinho.

Pelourinho - pça. Minas Gerais Dois braços de ferro sustentam uma balança e uma espada, a justiça e a força. Acima, a coroa portuguesa.

 

Dicas de GUSTAVO VIVACQUA

1.Não deixe de visitar a antiga mina de ouro. É um passeio muito bacana.

2.Mariana é uma passeio cultural, bem apropriado para os amantes da história nacional.

3.Prepare-se para se abordado por guias na frente de todas igrejas. Alguns são meio chatos.

4.Não perca a oportunidade de comer a boa comida mineira.

5.Caso ainda não conheça Ouro Preto, não perca a oportunidade, pois é perto.

6."Sabe o órgão da Igreja da Sé? Então, ele é tocado por uma tocadora de órgãos (não sei se existe isso) muito famosa, conhecida do Brasil e em alguns paises do mundo , chamada Elisa Freicho." dica de Clarice Araújo

7."Pra conhecer a cidade, na praça principal, onde tem o museu dos inconfidentes, rolam uns guias turísticos, que explicam tudo, vale a pena. A noite tem um movimento maneiro na Rua Direita. Valeu!" dica de Bruno

8."1 -Gruta da Lapa / Mina de Topázio - Pegar a saída p/ Antonio Pereira, + ou - 15 minutos e vc chega em um vilarejo, antes do quebra-mola, virar à direita. Na subida, ao lado esquerdo, portão amarelo, está a entrada da Mina de Topázio (é proibida a entrada de menores, mesmo acompanhado dos país, pois é uma mina a céu aberto e há risco de acidentes). Continuando a subida da rua, vc chega na GRUTA DA LAPA, onde os escravos se escondiam. Vale o passeio.2 - Estrada Real - Saída p/ Lavras Novas - foi construída uma estrada nova nos caminhos utilizados no tempo do império, ainda restam 3 ou 4 pontes daquela época (tem placas sinalizando as pontes).3 - Cuidado, os guias são pegajosos mesmo." dica de Geraldo E. Papa - Santo André

9."Quero informar o seguinte... não é tocadora de órgão é organista. Mariana não tem museu da Inconfidência e sim museu Arquidiocesano de Arte Sacra Os guias não são só chatos mas alguns inconvenientes... (tenha cuidado, pois alguns podem estar embriagados)" dica de Glorinha

10."Se você não conhece Mariana, você não sabe o que está perdendo. Cidade belíssima, sobretudo pela construções e obras antigas. E a comida? Comida tipicamente mineira, saborosíssima! Visite Mariana, mas não se esqueça: mantenha a cidade limpa.  "dica de Jeferson T. Soares - Nova Lima / MG

11."Me chamo Marcelo e passei minhas férias nas cidades históricas de Minas. Em Mariana não deixem de visitar o distrito de Brumado onde existe uma cachoeira famosa na região, além de artesãos que produzem tapetes de sisal muito bonitos. Não percam também o visual da estrada entre Mariana e Ponte Nova, no final de tarde (mas dirija com atenção pois a estrada é muito sinuosa). Adorei o site. "dica de Abraços, Marcelo Costa

12." Perto de Mariana fica o parque do Caraça - IMPERDÍVEL, se possível durma uma noite por lá, o local tem um seminário com uma igreja belíssima que recebe também turistas, tem riachos cachoeiras , ruínas e muitas trilhas.."dica de A C Costa

13."Mariana é uma cidade muito agradável e aconchegante, principalmente pelos proprietários da Pousada da Chácara Maria Amélia e seu marido. Lá você encontrará os mascotes da casa, Lenon, Yoko e a Meggy, cachorros simpaticíssimos e figuraças. Mas, infelizmente, Mariana reserva também uma grande ROUBADA: a mina de topázios. Eu e minha esposa fomos até lá e não fomos avisados em tempo algum que havia perigo de quedas e foi o que aconteceu. Um grande tombo, um tornozelo fraturado, nenhuma assistência - não havia nem gelo no local - os guias e vendedores sumiram, e o que é pior, vieram me falar que isso ali era comum: todo dia caia alguém! Bom, passado o susto da queda, consegui voltar com minha esposa para o carro, e nos dirigimos para o ÚNICO hospital da Cidade, mas não fomos atendidos pois à noite (quando lá chegamos era começo da noite) só atendem SUS e segundo o profissional que me atendeu, lá não há triagem, o atendimento é por ordem de chegada independente da gravidade do caso. Conclusão dessa história: 4 meses para a recuperação, então ao ir em Mariana, pense duas vezes antes de ir na mina de topázios."dica de Carlos Monteiro

 

`

CLIQUE AQUI para enviar a sua dica.

VEJA AQUI OUTROS DESTINOS